O Carinho que Há na Solidariedade!

Olá, povo!

Quanto tempo, gente! Como estão vocês?

Vocês já pararam para pensar em quanto carinho está incutido em um ato de solidariedade? Na beleza que existe nisso? Porque as vezes a gente nem conhece a pessoa com a qual somos solidárias! As vezes somos solidários por identificação, por ocasião ou por mera coincidência (embora eu não acredite em coincidências e acasos…)! Mas, ainda assim, é um gesto em que, necessariamente, faz com que nos importemos com o outro, com que dediquemos nosso tempo e nossa energia para o outro, e que queiramos o bem dele.

O filme que trago hoje para vocês é um filme que fala, sobretudo, de solidariedade!

É mais que uma história, é uma lição de vida! Baseado em fatos reais,”Um Lindo Dia na Vizinhança” nos conta a história de Fred Rogers, interpretado pelo espetacular Tom Hanks, que na década de 60, criou um popular programa infantil nos Estados Unidos. Em 1998, Lloyd Vogel, um jornalista investigativo cético, cínico e cheio de problemas pessoais, recebeu a missão de escrever uma matéria sobre Mr. Rogers para a revista Esquire. À medida que vai entrevistando Mr. Rogers, pouco a pouco o comportamento de Lloyde vai mudando! Ele passa a rever sua vida e a muda completamente, observando a maneira de viver do Mr. Rogers e sua esposa e a forma como ele se dedica às pessoas que estão à sua volta, inclusive ele mesmo, que Mr. Rogers sequer conhecia e tinha qualquer proximidade. Mr. Rogers não obtém nenhuma vantagem pessoal ao ser solidário com as pessoas, quase ninguém tem conhecimento sobre essas atitudes. O próprio Lloyde demora um tempo para entender o que está acontecendo, e para que você entenda, melhor assistir o filme.

É uma história tocante, que nos ensina e nos emociona!

Vale muito ver! Faça sua pipoca, pegue seu lencinho e aproveite!

Eu assisti o filme pelo Now, da Net.

Forte abraço e até o mês que vem!

Janaina Alencar.

Pra se revoltar com o patriarcado e amar ainda mais a Fernanda Montenegro!

Olá, povo!
Tudo bem com vocês?
Gente, hoje eu trago para vcs “A Vida Invisível”, filme do maravilhoso
Karim Aïnouz, com um elenco sensacional, interpretando lindamente
suas personagens!
O filme conta a história de duas irmãs: Eurídice (Carol Duarte) e Guida
(Julia Stockler) de temperamentos muito diferentes, criadas sob rédeas
curtas por um rígido pai português no Rio de Janeiro dos anos 40.
Eurídice é uma talentosa musicista que sonha em ir estudar piano na
Europa. Guida decide fugir com seu namorado. A vida, suas decisões e
as pessoas que deveriam amá-las e protegê-las lhe pregam peças
surpreendentes e causam a nós, telespectadores, revoltas
inimagináveis!!!!
Olha, eu fiquei possessa depois que vi o filme! Fiquei dias sem conseguir
ver o Gregório Duvivier (até silenciei a página dele do Instagram por uns
dias)! E, claro, fiquei muito mais apaixonada pela Fernanda
Montenegro!!!! Que, pra variar, dá um show de interpretação fazendo o
papel da Eurídice mais velha!!!!
O filme é incrível, é emocionante, é revoltante, é maravilhoso….
Vejam! Sem mais!
Forte abraço e até o mês que vem!
Janaina Alencar

Vamos na Pegada do Suspense!

Janaina Alencar.

Olá, povo!

Como estão todos?

Esse mês eu trago para vocês a indicação de um filme de suspense! Um filme que nos deixa tensos, nervosos, ansiosos pelo próximo minuto de filme! Eu amo filmes assim!

O Homem Invisível narra a história de Cecília (Elisabeth Moss), que é casada com Adrian (Oliver Jackson-Cohen) um gênio da tecnologia óptica, um homem absurdamente controlador e abusivo, de quem Cecília não consegue se separar. O filme nos deixa tontos e inquietos. É uma trama muito bem arquitetada. Um filme muito inteligente.

Além de ser um bom filme, ainda aborda a questão do relacionamento abusivo, tema tão atual e tão importante que seja discutido, para que mais e mais mulheres entendam os sinais de que estão vivendo esse tipo de relação e possam sair delas.

É isso! Espero que curtam!

Por hoje é só! Até mês que vem!

Forte abraço em todos!

Janaina Alencar