a vida e a louça

Acervo pessoal.

a vida

.

disse assim: nesse mundo nosso (?) de cada dia, a vida só se segura por acaso ou, óbvio, por dinheiro. A encrenca mundial de hoje continua sendo os bilionários de amanhã, mas eu continuo mesmo é devota de Iemanjá, chegue aí, que talvez a gente converse, ou bye-bye e boa sorte.

.

a louça

.

até agora não tendo sido

escrito algo sobre uma

mulher lavando louça

.

ela ou alguém seja

quem for lavando

louça

.

imagem-cliché,

tão a cara deste

mundo ainda: uma mulher lavando louça

.

outra imagem, viável,

seduz: a louça virou arma branca

na mão da mulher, que tal

.

louça tal-tal-tal:

recebe as receitas mais gostosas

e racha o couro do seu marido

.

a louça, líquida mesmo

depois de lavada e enxuta

.

(orides teria pensado

assim sem

precisar anotar),

.

a louça importa mais

enquanto está sendo

lavada do que depois disso

.

enquanto corre o

rio tímido da torneira:

a louça sendo esse rio,

a louça levada um pouco por ele;

por onde passa, esse rio

deixa um pouco da louça,

da água invisível que a louça solta

.

a louça suja

lembrando uma ordem

guardada em palavra ou costume:

a chatice de obedecer,

de lavar louça

.

alguma vez por um ou

dois segundos lavar

louça foi banho de rio sob o céu

.

ou o gosto de

viver sob a cachoeira daquela

esquina escondida:

água e pedra, louças mútuas

Acervo pessoal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s