Sendo…

Por Roberta Bonfim

Os dias passam lentamente apressados. E a vida passa e vamos vivendo tantas novidades cotidianas, aprendizados surpreendente óbvios, a cada novo instante, além dos testes de reação e todo o ambiente que somos e nos cerca. Por aqui estamos a 3 anos e 8 meses aprendendo a nos separar e com um desejo profundo de união.

Tão pouco conseguimos ser só nós, e logo ela já será a garota sociável que nasceu para ser e a mãe aqui vai ficar só observando e buscando fazer as escolhas mais acertadas por nós até que ela esteja preparada para tomar suas próprias decisões.

Outro dia enquanto conversávamos ela me apresentou questões tão pertinentes e profundas que cheguei mesmo a entender os medievais e agradeci por vivermos no agora e por termos a grata alegria de passamos por esta vida podendo ser mãe e filha.

Esses dias, talvez por conta das reaberturas e diminuição das distâncias, comecei a pensar sobre o quanto mudei desde que me tornei mãe. Uma das coisas que me chama muita atenção é a relação com os amigos, e mesmo com a cidade. 

Quando vamos ser mãe até sabemos que muito vai mudar, mas só no viver entendemos real o que isso quer dizer, e diz. E daí para frente a perene brincadeira de escolher a todo instante de modo consciente e responsável, mas sem culpa. Porque a culpa é peso e eu estou deixando os meus no caminho. Seguindo com o que me cabe e onde caibo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s