Campo de magia: o que é e como se proteger

Desde a antiguidade a palavra magia soou e até hoje soa como algo negativo. Desde épocas muito antigas, existem escolas de iniciação ritualística. O conceito inicial básico de magia é forma-pensamento ou intenção, ou seja, se ela é ruim, torna-se magia ruim, se ela é forma-pensamento boa, torna-se magia boa.

          Algumas dessas pessoas desvirtuaram-se da proposta original que deveria ser a conexão com 4 elementos da natureza (terra, água, fogo e ar) e suas formas arquetípicas com intenção de elevação do espírito e respeito ao livre arbítrio alheio.

 Esses que por próprio livre arbítrio decidiram caminhar em águas turvas, se auto intitularam como magos negros, interferindo no livre arbítrio e sofrendo consequências dessas ações através do princípio de choque de retorno. Ou seja, se faço o mal, recebo o mal que inevitavelmente envio.

          Muitos desses seres desencarnaram e no plano astral exercem influencia sobre uma cadeia de comando  e com nós encarnados que estejam na faixa vibratória deles. Os magos negros ainda podem induzir a pessoa, através de seus sentimentos de culpa e baixa auto estima a achar que jamais poderão receber a Luz Divina, e não encontram objetivo em nada.

Em grande parte das vezes, infligem a si mesmos os mais diversos castigos e, mesmo quando recebem a ajuda de outros espíritos e das almas iluminadas, eles argumentam que seus crimes são imperdoáveis e anseiam por “castigos” que possam “purificá-los”. Vivem acreditando que são indignos de qualquer perdão, e se não forem auxiliados, podem chegar inclusive ao suicídio.

A prática da magia negra é explicada, à luz da doutrina espírita pelo Livro dos Espíritos em suas questões 549 e 550, sob o título de “Pactos”, de 551 a 556, sob o de “Poder Oculto, Talismâs e Feiticeiros”, e 557 “Bençãos e Maldições”. Ali se ensina que as ações de espíritos voltados para o mal sobre as pessoas podem ser impedidas, caso a pessoa objeto dessas ações invocar, em sua proteção, a ação de espíritos voltados para o bem.

Ensina, ainda, que para que uma pessoa tenha a ajuda de espíritos voltados para o bem, ela deverá manter-se em harmonia com eles, envolvendo-se, em todas as suas atividades e práticas, com pensamentos nobres e sempre procurando auxiliar aos necessitados.

Alguns espíritas erram ao achar que é só querer que se livra da obsessão. O médium altamente treinado, consegue…mas a sofisticação das obsessões só faz crescer. Hoje em dia não existem mais obsessões simples. Em geral são complexas, agravadas pela instalação de aparelhos astrais na região para-cervical (no corpo astral um espelho do corpo físico). Porém, as condições predisponentes são realmente dadas pela própria pessoa, que é ignorante ou ignora voluntariamente a Lei de Causa e Efeito, e usa seu arbítrio erroneamente, ou nem ao menos exercita durante a vida seu direito de escolhas.

Geralmente não é quem erra muito quem mais fica sob o jugo dos magos negros, mas quem se deixa levar, quem não se esforça para evoluir, e não compreende que suas dificuldades, na verdade são lições que ainda precisam ser aprendidas, exercitadas, restauradas. Preferem o lugar de vítimas, ou seguem o “deixa a vida me levar” ao pé da letra, ou pior, fazem escambo com a escuridão em troca de benefícios próprios. Esse último caso é o que mais acontece.

Casos como de pessoas que insistem em um relacionamento que já acabou e fazem uma “amarração” espiritual estão infringindo o livre arbítrio da pessoa em questão e muitas vezes sem saber fazem magia negra. O custo de retorno disso é alto pois gera cobranças pelo próprio ato gerado.

Caso você tenha feito isso no passado ou tenha sido alvo disso, saiba que isso é mais comum do que se imagina e pode ser resolvido. No próximo artigo, daremos continuidade desse ponto. Fale conosco e faça essa quebra energética.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s