Poematernar

400 dias do Tom

A cada dia sei mais disto:

Melhor definição de mãe

É padecer no paraíso

Não existe mar de rosas

Na real maternidade

Só entende quem enfrenta

Essa tal realidade

E não dá pra ter descanso,

É uma função vitalícia

Pela vida desfrutando

Ora dor, ora delícia

Muda a vida, tudo passa

A ser entrega, doação

O filho a tudo ocupa:

Corpo, mente, coração

Isso sem falar do tempo

Que não nos pertence mais

Dormir uma noite toda?

Acho que é pedir demais

Mas há frestas de momentos

Destas em que o tempo para

Ter o filho em seu colo

A isso nada se equipara

E ver o seu crescimento

A cada dia, passo a passo

Faz tudo valer a pena

E manda embora o cansaço

E senti-lo junto ao peito

O colo, o laço, o olhar

Nutrir com nossas entranhas

Que potência é amamentar!

Vê-lo crescendo e, aos poucos,

Menos precisar da gente

Quer andar, ganhar o mundo

Tornar-se independente

Cada passo ou palavra

Cada novo aprender

Traz-me todo o entendimento:

Pra isso é que quero viver

Pra seguir sempre ao teu lado

Sobre a vida te ensinar

E quando não for possível

Te ajudar a levantar

É um sentimento tão forte

Chega a doer, tão profundo

Tudo se torna clichê  

Frente ao maior amor do mundo.

Janira Alencar é mãe do Tom, de 1 ano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s