DIVULGAÇÃO NODA DE CAJU

 

NODA DE CAJU é a revitalização de um ritual muito antigo dos nossos povos originários, é a recriação da memória das celebrações nos cajusais de tybyra que sofreram memoricídio sendo tornadas práticas proibidas pela colonização. 

Somos pessoas atravessadas pela experência da mulheridade e da racialização atribuídas à nossas corpas nativas de origem Kariry e Potyguara descontruindo o imaginário criado sobre nossas existências, apagando a história do homem branco sobre nós e escavando nossas memórias ancestrais como quem retira de debaixo da terra o pote de mocororó enterrado por nosses ancestrais. 

Nos encontramos em equipe reduzida na Chapada do Araripe, território de nosses ancestrais, seguindo os protocolos de proteção contra covid-19, pisamos nesse chão sagrado para evocar Maara, nossa grande cobra encantada que nos encoraja

e protege para atravessar o mundo caraí (branco) e para nos mantermos firmes e tranquiles celebrando tybyra. 

Para reconhecer nossa cultura originária na cultura sertaneja, saber o que é tybyra, mocororó, quem é Maara e suas formas de comunicação conosco convidamos todes a acessarem e se inscreverem no Canal do Youtube Projeto Noda de Caju, apoiado pela Lei Aldir Blanc Ceará, lá poderão acompanhar nossa preparação para o ritual de tybyra nas Lives-oficinas “Corpas indígenas e “mestiças” do Sertão do Nordeste” com ritual de pintura online e participação da artista visual Kariri Indja, “Presença indígena na identidade sertaneja” com as participações de Cristina Kariri e Teka Potyguara, “Caju na cultura alimentar indígena e as celebrações de tybyra” com as participações de Juão Nyn Potyguara e Luan Apyká Tupi-guarani. 

Também está disponível em nosso Canal a temporada Noda de Caju, uma espécie de programa em que compartilhamos em narrativa e performance ao vivo a recriação do mito fundante das celebrações rituais de tybyra, trata-se da história de três yetçamiá (parentes) Kariri que partem do reino encantado das pedras do Araripe em direção aos cajuzais do litoral em flor para celebrarem tybyra e beberem

o mocororó, mas que para isto terão que atravessar o contexto violento das fazendas de bois implantadas no sertão pela colonização e contarão com a proteção de Maara. Os programas contam com as participações musicais de Ana Floresta e Jéssica Caitano. 

As atividades no Canal do Youtube continuam durante o mês de março, a ritualização deste mito será compartilhada em formato de cinema através de oito vídeos que serão publicados. 

Criação Coletiva 

Por: Yakecan Potyguara, Bárbara Matias, oBruna Mabellz e Luz Bárbara. Onde: Canal do Youtube Projeto Noda de Caju 

https://cutt.ly/ql5Y0bJ

E informações através dos perfis no Instagram: @flechalancadaarte @yakecan_potyguara @yluzbarbara @obrunamabellz

Realização: Flecha Lançada 

Direção geral e roteirização: Luz Bárbara 

Direção de arte e figurinos: Alice Assal 

Produção: Bárbara Matias, Jamal, Luz Bárbara 

Participações: Indja, Jéssica Caitano, Ana Floresta, Cristina Kariri, Teka Potyguara, Juão Nyn, Luan Apyká. 

ESTE PROJETO É APOIADO PELA SECRETARIA ESTADUAL DA CULTURA, ATRAVÉS FUNDO ESTADUAL DA CULTURA, COM RECURSOS PROVENIENTES DA LEI FEDERAL N.º 14.017, DE 29 DE JUNHO DE 2020. 

contato: cajusaldetibira@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s