O começo de muitas escolhas. (Relato de Parto da Íris Luz)

Por Lara Leôncio.

Chegamos ao Hospital São Camilo Cura D’ars no dia 12 de janeiro de 2020, um domingo, às 14:30, completando 41 semanas de gestação. Não levava nada da Íris Luz e nem meu, pois não estava querendo ficar, já que não estava sentindo nada, nenhuma contração, nem nada. Mas precisávamos saber se estava tudo bem, só isso.

Quando chegamos lá o doutor que estava de plantão ficou logo muito preocupado com a saúde da Íris Luz, pois soube que eu havia tido Toxoplasmose durante a gestação (uma doença que é passada por gato e que pode ter sérios problemas nos bebês) e não tinha sido acompanhado por uma maternidade e sim por um posto de saúde da rede pública, da forma que ele falou me senti a pessoa mais irresponsável do mundo, “como podia não ter tido esse acompanhamento? Por que fiz isso com a minha filha?” me fiz logo essas perguntas, e logo me respondi “ninguém me disse o que fazer, não sabia.” então ele deu a sugestão de ficar interna e fazer um parto induzido. Na hora a minha reação foi de desespero. Olhava para o meu esposo pedindo um conselho e ele segurava a minha mão, queria ir embora, tinha me preparado durante os nove meses para sentir as dores do parto, sonhei nove meses cada minuto desse momento e nos meus sonhos não tinha nada disso que estava acontecendo. O médico olhava pra mim e para o meu esposo e dizia “vocês têm que escolher, a vida da filha de vocês depende dessa escolha.” Escutar isso só piorava, até que decidimos juntos, “vamos ficar internos”. Sempre com as mãos dadas.

Pronto, tudo certo, “não tem como esperar o início do parto natural”, comecei a me conformar com a decisão, “porém vai ser induzido, ainda tudo ok para o parto “normal”. Tudo tranquilo, também estudei muito sobre o parto induzido, até que às 20:00 horas chega a notícia que ia ter que ser cesariana, na hora me deu um nervoso, uma angústia, um medo, e via o meu sonho de ser parto natural indo por água abaixo, queria ir embora, olhei com cara de choro para o Klebson e ele olhou pra mim e disse: “o mais importante é a vida da nossa filha, é ela nascer bem”, parece que nessa hora veio uma injeção de coragem. Antes de dá o último ok precisava saber o real motivo, então a enfermeira leu o laudo: “A ultrassom mostra que a criança tem o peso de 4kg e 150g e não pode ser realizado o parto induzido com o peso acima de 4 quilos, pois a criança pode entrar em sofrimento mais rápido e prejudicar sua saúde.” Tudo explicado, ok, mais uma decisão tomada. A cesariana foi marcada para 8:00 horas da manhã do dia seguinte.

Passamos a noite na enfermaria onde tinha muitos leitos com mulheres dando a luz e eu sentindo a minha Luz se mexendo na ansiedade de estar nos nossos braços. O Klebson olhava pra mim assustado com os sons animalescos de partos que aconteciam e eu no misto de ansiedade, medo da cirurgia, frustração por não estar em trabalho de parto e feliz por que sabia que faltava pouco para conhecer o nosso grande amor.

Pela manhã fui para o centro cirúrgico, o nervosismo era grande, a ansiedade de conhecer a Íris Luz era incontrolável, não queria ficar longe do Klebson nem um momento, ele sempre sendo minha fortaleza. Todos os procedimentos aconteciam como se eu visse de fora do meu corpo, anestesia, testes e eu sempre esperando o Klebson entrar na sala para mais uma vez segurar a minha mão, que nesse momento estava muito gelada, até que escuto o médico falar “pode chamar o marido dela, já vamos começar a cirurgia”, ele entra e meu coração acalma.

Às 8:45 minutos um choro ecoa na sala, Íris Luz Leôncio Oliveira nasceu pesando 4 kg e 74g e com 52cm de comprimento, e a chuva que sempre me acompanha e não tinha aparecido ainda, apareceu, dessa vez pelos olhos da mãe e do pai que nascia naquele momento. Escuto o médico, “que menina linda, parabéns mamãe e papai, ela já veio com os olhos abertos para poder conhecer vocês.” o meu olhar correu por todo o corpinho perfeito dela, cabeça, olhos, nariz, boca, ouvidos, barriguinha, dois braços, duas perninhas, pés, mãos, dedos… não podia ser mais perfeita. O papai logo viu “ela veio com um dedinho a mais, como eu.” sim é a mistura mais perfeita de dois corações. Não vou mentir, nesse momento a sensação era de alívio, conseguimos, ela veio para meu colo, mas era tanta coisa que passava dentro de mim que não a minha reação foi… olhar se tá tudo bem e pedir para entregar ao pai. Os olhos do Klebson transbordava o sorriso. Ele saiu com ela para poder finalizar a cirurgia, o que aconteceu depois foi em um piscar de olhos, perdi um pouco a dimensão de tempo, só tinha a certeza que tava tudo bem.

Na sala do pós-cirúrgico a Íris veio para os meus braços, nesse momento era só eu e ela e as lágrimas que corriam no meu rosto, dessa vez de puro amor, não tinha mais ninguém ali. Ela veio direto para meu seio e mais uma sensação maravilhosa começava a aparecer. Comecei a alimentá-la com o que meu corpo estava produzindo de melhor. Esse foi o momento mais lindo de todo o parto, falei tudo que queria dizer, olhando pra ela e ela mamando e olhando pra mim, como quem já entendesse tudo e dissesse “tá tudo bem mãe, estamos juntas”. Não sentir dores, só senti amor.

Como pode um ser que chegou agora, já me ensinar tanto? As vezes planejamos tudo, pensamos que sabemos de todos os passos, estudamos todas as possibilidades, e vem um serzinho de luz e mostra que nada está no nosso controle, porém que precisamos a todo instante tomar decisões e essas decisões vão estar presentes em toda a nossa vida. Ela me mostrou que o instinto materno existe e que pro resto da vida ele vai nos conduzir e que cada dia vamos ter milhares de escolhas, umas vão ser mais fáceis, outras nem tanto, mas todas tomadas com muito amor.

One thought on “O começo de muitas escolhas. (Relato de Parto da Íris Luz)

  1. Pois é, Larinha. E eu que achava que nem ia chorar. Mas termino assim, querendo colinho de mãe. Obrigada pela linda partilha, minha querida. Você é uma luz, e pariu outra Luz pra esse mundo. Deus abençoe você, Iris e Klebson, e os proteja sempre. Amém ❤️

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s